Entender a composição corporal de um paciente é um dos primeiros passos para que nutricionistas, nutrólogos ou profissionais de educação física  possam  prestar um excelente serviço.

Mas afinal, se o assunto é composição corporal, como calcular?

Essa é uma dúvida frequente entre profissionais do segmento, que muitas vezes precisam desta avaliação para realizar prescrições dietéticas ou de exercícios físicos.

Pode ser uma forma extremamente eficiente de engajar os indivíduos em seus programas através de dados, demonstrando também seu progresso e trabalhando toda retenção de clientes.

Nesse artigo, preparamos um guia bastante compreensível sobre composição corporal e seu cálculo. Que tal entender mais? É só seguir a leitura! 

 

 

Leia Também:

Bioimpedância: Como Fazer e Equipamentos Necessários

 

Composição corporal: o que é?

A composição corporal é a proporção entre os diferentes componentes corporais e a massa corporal total.

Existe certa confusão, mesmo entre profissionais de saúde, sobre o que é composição corporal de fato.

De fato, sua análise é um processo delicado e detalhado. A avaliação da composição corporal visa explorar os diferentes componentes corporais.

Assim, é possível que Nutricionistas, Nutrólogos, Endocrinologistas, Profissionais de Educação Física, entre outros, possam ter uma visão aprofundada da saúde da pessoa, bem como da sua evolução aos programas alimentares ou de exercícios físicos propostos.

 

Para que serve a composição corporal e por que avaliar?

composição corporal taxa de gordura e massa magra

A composição corporal identifica  a quantidade  de cada um dos compartimentos corporais de uma pessoa com precisão, fornece ainda uma melhor visão de sua saúde geral — especialmente em relação aos métodos tradicionais.

A avaliação da composição corporal mostra com precisão as mudanças na gordura corporal, massa muscular, massa livre de gordura, água corporal e o peso total do avaliado. 

Desse modo, é possível que o profissional de saúde possa quantificar a massa magra e massa gorda. 

Esse pode ser um indicativo essencial para a saúde do paciente, apontando para o risco do desenvolvimento de doenças crônicas, como diabetes ou doenças cardiovasculares.

Porém, o resultado da análise de composição corporal depende de alguns aspectos, como a técnica de avaliação utilizada.

 

Qual a diferença entre IMC e composição corporal?

Quando falamos sobre composição corporal, é comum pensar no Índice de Massa Corporal (IMC). Porém, atenção: os conceitos não são sinônimos!

O IMC não mede a gordura corporal.

Na verdade, o IMC apenas informa a relação entre o peso e a altura da pessoa, portanto, não é uma ferramenta profissionalmente precisa para saber se o paciente está em um nível saudável ou não.

Afinal, existe uma gama de IMC saudáveis a não saudáveis.

 

3 Erros frequentes na avaliação da composição corporal

Para ajudar você a realizar o melhor procedimento em sua clínica ou consultório, separamos 3 dos erros mais comuns na avaliação da composição corporal. Confira!

 

Confundir IMC com Composição Corporal

Já tocamos no assunto, mas esse segue sendo um dos principais erros de quem vai fazer o cálculo de composição corporal.

O IMC baseia-se apenas nas leituras de altura  e peso da pessoa, sem uma verificação mais profunda.

Dessa forma, o IMC não deve servir como parâmetro para pessoas com grande quantidade de massa muscular.  

 

Não saber qual técnica de avaliação utilizar

A escolha da técnica de avaliação da composição corporal vai depender da pessoa ou do grupo a ser avaliado.

Hoje, as práticas mais utilizadas são a antropometria e a bioimpedanciometria.

A primeira utiliza a  medição das dobras cutâneas, já a segunda utiliza diferentes correntes elétricas para medir a resistência e a reatância dos tecidos do corpo.

 

 

Escolha do equipamento adequado

Após definir uma técnica de avaliação, o profissional não deve errar na hora de escolher o melhor equipamento para análise da composição corporal.

Para a antropometria, o ideal é que se opte por adipômetros científicos com registro ANVISA, que tenham a maior resolução de medidas possível (décimos de milímetro).

Os adipômetros clínicos também realizam uma boa avaliação e apresentam precisão, porém com uma resolução em milímetros.

Já no caso da bioimpedanciometria, o ideal é buscar equipamentos profissionais, cuja aplicação seja com o paciente deitado, pois apresentam melhores resultados.

 

Como calcular a composição corporal? Técnicas mais utilizadas

composição corporal tecnicas

Você sabe como calcular a composição corporal? Acima, te apresentamos duas das principais técnicas de avaliação. Que tal entender um pouco mais sobre elas?

 

Antropometria

A antropometria é o estudo das medidas do corpo humano — não apenas de seus tecidos. É utilizado em uma série de aplicações médicas, clínicas e científicas.

Na avaliação corporal, uma técnica de antropometria utilizada é a medição de dobras cutâneas, com uso de um adipômetro, conhecida como adipometria.

 

 

Bioimpedanciometria

A  bioimpedanciometria é uma técnica muito  utilizada para saber a composição corporal.

Essa técnica é baseada no princípio de que os tecidos do corpo oferecem níveis diferentes de resistência diante da passagem da corrente elétrica de acordo com a quantidade de água.

Com uso de Bioimpedâncias Profissionais, é possível medir com precisão os componentes corporais. 

 

 

Quais procedimentos devem ser realizados antes da avaliação da composição corporal?

Em relação aos procedimentos que antecedem  à avaliação da composição corporal, a bioimpedanciometria pode exigir que o paciente siga algumas recomendações específicas.

Elas servem para tornar os resultados mais precisos e confiáveis. São eles:

  • Jejum de sólido e líquidos por 4 horas;
  • Urinar pelo menos 30 minutos antes do teste;
  • Não ingerir álcool nas 48h anteriores ao teste;
  • Não utilizar medicamentos diuréticos nos sete dias que antecederam o teste (com orientação médica);
  • Não realizar atividades físicas extenuantes nas 24 horas que antecedem o teste;
  • Permanecer deitado  por  cinco  minutos antes do teste iniciar.

 

Composição corporal: tabelas com valores de referência

Para analisar a composição corporal, é necessário não apenas ter os melhores equipamentos e aplicar as técnicas corretas, mas também saber o que os valores querem dizer.

Confira as tabelas com valores de referência para compreender melhor seus resultados de análise de composição corporal.

 

composição corporal tabela

 

 

composição corporal saudavel

Retirada do blog da Holmes Place.

 

Principais instrumentos utilizados para avaliar a composição corporal

No processo de avaliação corporal, são necessários alguns equipamentos

Na verdade, essa é uma análise que pode ser bastante complexa, exigindo uma série de instrumentos e ferramentas. Que tal conferir os principais?

 

 Bioimpedâncias e Balanças de Bioimpedância

Existem as Balanças de Bioimpedância e as Bioimpedâncias de Eletrodos.

Entre as Balanças de Bioimpedância, temos as destinadas apenas para uso doméstico e as destinadas ao uso profissional

As Bioimpedâncias de Eletrodos utilizam eletrodos auto adesivos fixados à pele para realizar a medição.

Os modelos de eletrodos também apresentam como vantagem o fato de serem nacionais, têm equações específicas para brasileiros e são portáteis.

 

Conheça os modelos de Bioimpedâncias Nacionais

 

Trenas metálicas 

A trena antropométrica é utilizada para medir circunferências e perímetros corporais.

Existem dois principais modelos, em fibra e em aço plano especial.

A trena metálica fornece uma maior precisão na obtenção das medidas corporais. Ela não estica, mas ainda é flexível e permite uma melhor assepsia do material.

Alguns profissionais não se adaptam a sua utilização e preferem o uso das trenas de fibra, que são mais maleáveis. 

 

Estadiômetro 

Equipamento utilizado para medição precisa da estatura do avaliado. O estadiômetro pode ser portátil ou fixo.

 

Adipômetros científicos e clínicos

O adipômetro é o equipamento utilizado na antropometria para medir a espessura das dobras cutâneas.

A versão “científica” é mais precisa, com resolução em décimos de milímetros,  normalmente com 2 ponteiros ou, em modelos mais avançados, com um relógio de alta precisão com apenas 1 ponteiro, o que facilita a leitura.

A resolução de medida do clínico é em milímetros.

 

Composição corporal: dúvidas frequentes

Antes de encerrar, gostaríamos de repassar algumas dúvidas que recebemos de clientes e leitores. Que tal conferir as respostas para garantir máximo aprendizado sobre o que é composição corporal?

 

Qual a composição corporal ideal?

Uma composição corporal ideal só pode ser definida levando em conta as características do avaliado. Porém, de acordo com a tabela de exemplo acima, temos o seguinte:

  • 46% de tecidos musculares;
  • 3% de gorduras essenciais;
  • 12% de gorduras não-essenciais;
    • Um homem adulto considerado “em forma” pode ter entre 10% e 14%, somando-se os dois tipos de gorduras;
  • 15% dos ossos;
  • 24% dos outros (órgãos, etc).

 

Qual a massa óssea ideal?

O cálculo da massa óssea ideal é obtido através da equação de Von Döbeln, que baseia-se em valores referentes a altura, diâmetro do punho e diâmetro do fêmur do paciente.

A fórmula é:

MO = (Estatura² x Punho x Fêmur x 400) x 0,712 x 3,02

A medida vai variar de acordo com a idade, sexo e atividades físicas praticadas.

Quais os componentes da composição corporal?

Relembrando, os componentes que formam a composição corporal são: gordura, ossos, água e músculos.

 

É por isso que você deve conhecer a Bioimpedância Sanny, fabricada pensando nas necessidades e particularidades do brasileiro. Conheça nossa linha!

 

Conclusão

E então, gostou de aprender mais sobre a composição corporal, como calcular esse indicador, sua importância e especialmente quais erros evitar na hora de fazer essa avaliação em seus pacientes ou clientes?

Esperamos que o conteúdo ajude você em seu dia a dia, melhorando o nível de qualidade dos seus serviços.

Lembre-se de sempre utilizar os melhores equipamentos, para ter medições precisas e toda garantia de qualidade da fabricante!

A Sanny é especialista em equipamentos para avaliação física e antropometria. Fabricamos e comercializamos instrumentos exclusivos, com tecnologia 100% nacional! Que tal conferir nossos produtos?

Ah, e continue de olho em nosso blog para mais conteúdos como esse!

 

Continue lendo…

Medidas Antropométricas: O Que São, Tipos e Instrumentos

By Published On: 30 de julho de 2021Categories: Bioimpedância0 Comments

Compartilhar

Leave A Comment