Quando o assunto é avaliação corporal, é fácil perceber que existem diversos métodos e ferramentas disponíveis no mercado. 

Cada uma delas tem o seu próprio grau de complexidade, mas compartilham um objetivo em comum: ajudar profissionais da saúde a determinar a saúde de seus pacientes de forma precisa. 

O adipômetro é um dos mais simples – e mais populares – métodos de avaliação corporal. Por sua vez, a bioimpedância é um método sofisticado e extremamente preciso, usado por profissionais de diversas áreas. 

Mas, afinal, quando avaliamos precisão e praticidade, quem leva a melhor? A bioimpedância ou o adipômetro? É essa pergunta que vamos responder ao longo deste artigo. Confira! 

Entenda o que é composição corporal e a importância de se fazer uma avaliação especializada

Bioimpedância ou adipômetro: o que são?

A bioimpedância e o adipômetro são duas ferramentas de avaliação corporal muito utilizadas no Brasil. 

Elas ajudam médicos das áreas da nutrição e profissionais da educação física a monitorar o desempenho físico de atletas, controlar o crescimento de jovens e adolescentes, acompanhar o envelhecimento saudável de pacientes e traçar estratégias mais eficientes para emagrecimento e desenvolvimento de massa muscular. 

Entenda as especificações de cada uma delas nos tópicos abaixo: 

O que é avaliação por adipômetro?

Também conhecido como plicômetro, o adipômetro é uma ferramenta de medição usada para determinar a espessura do tecido adiposo em áreas localizadas do corpo. Ele é muito usado em avaliações físicas em academias. 

Por mapearem áreas localizadas, eles são boas ferramentas de acompanhamento de progresso nos exercícios, ajudando profissionais e atletas a mapearem seus próximos passos na busca por seus objetivos. 

O processo de avaliação corporal por adipômetro deve ser feito por um profissional especializado, utilizando um equipamento de qualidade. 

Como funciona a avaliação por bioimpedância?

Os equipamentos de bioimpedância também têm o objetivo de analisar a composição corporal. A grande diferença é que, no lugar de uma pinça, a medição é feita por meio de uma corrente elétrica. 

Esse é um processo simples, rápido e completamente indolor, capaz de estimar com precisão a quantidade de gordura e água contidos no corpo, dentre muitas outras variáveis. 

Qual a importância de uma avaliação da composição corporal?

A avaliação da composição corporal é, normalmente, o primeiro passo em busca de um entendimento mais profundo do estado nutricional e físico do corpo. 

Esse processo ajuda a entender quais são os principais pontos que precisam ser melhorados – seja com o emagrecimento, ou a criação de massa muscular, por exemplo – e permite que estratégias mais eficientes sejam traçadas, tanto no aspecto alimentar, quanto no que diz respeito às atividades físicas. 

Bioimpedância ou adipômetro: qual a melhor forma de avaliação da composição corporal?

bioimpedancia-ou-adipometro-qual-o-melhor

É importante salientar que, seja por meio da bioimpedância ou adipômetro, o importante é realizar um exame avaliação corporal com profissionais capacitados, que usem ferramentas de qualidade. 

Não existe um método melhor, ou pior. Os exames não são excludentes, mas complementares, ou seja, podem ser combinados para maximização das análises.

Adipômetro clínico ou científico?

A grande diferença entre o adipômetro clínico e científico está na unidade de medição. Enquanto o adipômetro clínico realiza a medição em milímetro, o científico oferece uma precisão de décimo de milímetro. 

Sendo assim, pode-se dizer que o adipômetro científico é mais preciso. Isso não quer dizer, no entanto, que um seja melhor do que o outro, mas que cada um desses tem uma aplicação adequada que varia com o contexto. 

Adipômetro Sanny: Confira nossos modelos!

A Sanny é uma empresa pioneira na produção de adipômetros clínicos e científicos, aplicando pesquisa e tecnologia para produzir soluções confiáveis e fáceis de se usar. 

Os adipômetros Sanny são confiáveis, precisos e duráveis, tornando-se a escolha número um de profissionais da saúde e educadores físicos de todo o Brasil. Visite a página de adipômetros do nosso site e conheça todos os modelos disponíveis! 

Bioimpedância é confiável?

Sim, a bioimpedância é um método muito confiável e preciso, quando realizada com os equipamentos adequados. 

O uso de correntes elétricas para determinar a quantidade de músculos e gordura do corpo é um método simples e rápido de se fazer uma avaliação corporal mais complexa, o que pode ser útil para atletas de alta performance, ou pacientes que têm objetivos específicos relacionados à sua saúde. 

Conheça as bioimpedâncias da Sanny

Os equipamentos de bioimpedância da Sanny utilizam corrente elétrica, transmitida por meio de eletrodos, para determinar com precisão a quantidade de músculos e gordura de determinados pacientes. 

As ferramentas também permitem a personalização de parâmetros, como sexo, altura, idade, nível de atividade física e mais. Tudo isso para maximizar os resultados e garantir medições mais precisas. 

Conheça as bioimpedâncias Sanny visitando nosso site!

Dobras cutâneas, bioimpedância, adipômetro ou DEXA? Qual o melhor?

Como você já sabe, existem diversos métodos para se realizar a avaliação corporal, muito além da bioimpedância ou adipômetro. Nos tópicos a seguir, vamos comparar os mais populares e trazer para você as vantagens de cada um deles. Confira! 

Dobras Cutâneas

O método de avaliação de dobras cutâneas é usado para medir a taxa de gordura corporal, utilizando o adipômetro. O procedimento recebe esse nome porque a pele é dobrada e medida pelo aparelho. Os números, então, são adicionados a uma equação que leva em consideração fatores biológicos e de estilo de vida. 

Se você quer saber mais sobre o papel das dobras cutâneas na avaliação corporal, leia este artigo da Sanny. 

Bioimpedância

Músculos são bons condutores de energia, enquanto gordura,  não. Sendo assim, a bioimpedância mede a quantidade de gordura do corpo por meio da resistência à corrente elétrica. 

Para que um exame de bioimpedância seja feito corretamente, é importante seguir as orientações do médico e assegurar que estão sendo utilizados equipamentos de qualidade. 

Adipômetro

O adipômetro mede a espessura do tecido adiposo em diversas partes do corpo. Para que a medição seja apurada, é preciso que o profissional encarregados das medições leve em consideração fatores como nível de atividade física, idade, sexo, e mais. 

DEXA

A sigla DEXA significa raios-x em duas energias, e é usada não só para a aferição do percentual de gordura, mas também para a determinação da densidade óssea.

Esse é um procedimento bastante preciso e complexo, costumando ser mais caro do que os outros métodos mencionados neste artigo. Seus resultados são produzidos por meio do cálculo de energia absorvida pelo corpo. 

Conclusão

Seja com a bioimpedância ou adipômetro, a realização de uma avaliação corporal é muito importante, principalmente se você tem objetivos que envolvem a perda de peso e o ganho de massa muscular. 

Ambos os métodos são confiáveis e precisos, por isso, é importante que você converse com o seu médico e preparador físico para decidir qual deve ser o procedimento mais adequado para o seu caso. 

Gostou de conhecer mais sobre as diferentes técnicas de avaliação corporal? Se você quiser aprofundar os seus conhecimentos sobre a avaliação da composição corporal por bioimpedância, temos um artigo completo sobre o assunto em nosso blog. Confira agora! 

By Published On: 15 de setembro de 2021Categories: Adipômetros, Bioimpedância0 Comments

Compartilhar

Leave A Comment